.Espelhos recentes

. *aqui e ali*

. *energia*

. *A Mãe e o filho*

. O mais fácil!

. Sentidos do Deserto

. Os olhos!

. Para sentir...

. Parabéns!

. Portagens!

. Menino Anjo

.Espelhos antigos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

.Ecos do Espelho

.Espelhos que por aqui passaram

visitas


.links

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

*aqui e ali*

 

foto d'aqui!

 

 

Num tempo, sem tempo,

num espaço, sem espaço,

não procuro, não encontro...

aqui e ali, estou... sou... sinto...

sou grata!

que das lágrimas que caem,

vou limpando a Alma e o Coração...

e de olhos limpos, vejo diferente...

 

Até já*

 

 

Beijocas cheiinhas de Luz*

Bom fim de semana

 

 

 

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

*energia*

 

 

Imagem de pesquisa net

 

 

 

 

Energia!

Pura energia!

Transmutação plena em todos os aspectos da Vida!

O Outono chega e a limpeza por dentro faz-se.

Arrumam-se coisas, dentro e fora...

 

Sinto-me folha de Outono!

Folha que se prepara para cair, para morrer, para (re)nascer...

Peço ao Vento, irmão de jornada, que esteja por perto, para que na hora certa, em que me desprendo de mim, me ampare e me leve onde tenho de ir.

 

Sei que está comigo... ele e o Sol... ele e a Lua... ele e eu!

Depois de levada pelo Vento, entrego-me à Mãe Natureza, para que com a sua ajuda, me faça Vida de novo!

Plena... em cada fase...

Preparo-me! Desprendo-me!

Até já*

 

 

 

By MoonLight*

 

Sábado, 28 de Junho de 2008

*A Mãe e o filho*

 

 

Tens quase 16 anos...

(As palavras apertam-se-me cá dentro...)

 

És mãe!

 

E no turbilhão de sentimentos e experiências que vais vivendo, escreves-me a dizer que choras... que não sabes o que fazer... que não estás a aguentar...

 

 

 

E eu escrevo-te para chorares. Para não guardares mais dentro de ti. Para brincares com o teu filhote e te distraíres.

 

Dou-te um abraço doce, bem forte. Sentido.

E seguro-te com força, porque tenho sempre a sensação que te vais desfazer nas minhas mãos, de tão frágil que estás.

 

Como te compreendo!

 

Recordo o primeiro dia em que nos conhecemos. Trazias o teu filho no ovo.

Lembro-me do sorriso dele... e do teu. E da longa conversa que ele teve comigo, ainda com 4 mesinhos... Tão conversador.

Tanto para dizer ao mundo. Tanto para te dizer a ti.

 

 

Tarefa difícil a tua!

 

E daqui de longe, vejo os teus olhos doces e meigos. Vejo a tua meninice em brincadeiras e sorrisos com o teu filho.

Ele... que é a tua força, enquanto não encontras de novo a tua, dentro de ti.

 

A missão que aceitaste faz-me dobrar-me perante ti! E admirar-te pela coragem que tiveste em dizer sim...

 

Sabes minha querida e doce mãe, desse Ser tão maravilhoso que é o teu filho, tudo vai correr como tem de correr... Só quero que encontres a tua força dentro de ti de novo.

Só quero que agarres a Vida com as mãos e que sigas onde ela te levar.

Estou sempre contigo.

Habitas o meu coração.

 

 

És um espelho tão perfeito em tantos sentires, que me arrepio!

Obrigado minha doce e querida P.

Obrigado!

 

Bjs de Luz*

 

 

Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

O mais fácil!

 

É sempre mais reagir à zanga, com a zanga...

à ira, com mais ira...

ao rancor, com mais rancor...

...

 

 

Ainda me é difícil por vezes, parar e perceber que alguém à minha frente suplica por Amor,

enviando sinais de zanga... de ira... de rancor... de raiva... de ódio... de mágoa...

Ainda nem sempre páro, sem me deixar levar por esses sinais...

 

Ainda nem sempre consigo ver com os olhos do coração...

 

 

Alguém tem uns óculos assim, que me empreste, para eu ver sempre assim????

 

 

Bjs de Luz*

 

música: Lágrimas do coração!
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Sentidos do Deserto

Há um ano atrás, tinha acabado de chegar do Sahara, numa viagem de 10 dias por Marrocos... Entre as cidades e as Dunas, as gentes eram diferentes...

Vim... e nada mais foi o mesmo. A minha vida mudou... Melhor! Eu passei a ser mais o que realmente era...

 

Um ano depois, continuo em transmutação...

Se antes era a lagarta, agora sou borboleta em metamorfose...

 

Nos dias em que ainda preciso de voltar ao casulo (ao que era), abro a garrafa de água que veio com areia das Dunas e sinto-me lá... Deitada nas dunas... de pés mergulhados na areia fina, tão fina que fica colada, como se tivesse uma segunda camada de pele... fina!

E fria, que lhe falta aquele Sol escaldante... Mas tem o mesmo frio da noite que acolhe e abraça com um manto de céu azul e de estrelas...

 

Noutras alturas, como neste fim de semana, vem a vontade de saborear... e aí a hortelã transforma-se em Whisky Bérbére...

E partilha-se... E bebe-se... Os olhos fecham-se e o som dos tam-tam e das cloches salta de novo... e rodopiamos em danças alegres e cantares bérbéres...

 

 

Estou grata.

Muito grata. Por me ter permitido viver esta oportunidade e ter aceite o desafio que em cima do dromedário o vento das Dunas me sussurrou...

 

"Confia na Vida! Confia na Vida! Confia na Vida!"

 

Estava difícil dar o salto... Finalmente ousei!

 

Shukran!

 

 

Bjs de Luz* 

música: Os passos na areia do Deserto!
Terça-feira, 18 de Março de 2008

Os olhos!

 

Olhei-a. Estava sentada à minha frente a ouvir o que eu dizia.

Parecia-me que lhe estava a fazer sentido.

Os seus olhos perguntavam-me por mais...

Está dentro de ti! Tanto que tens dentro de ti - dizia-lhe sem palavras.

 

Às tantas, num olhar que percorreu a sala, daqueles em que se olha para todas as pessoas nos olhos, compreendi, ao passar por ela, que os olhos daquela mulher eram de gratidão.

E nos meus desaguaram lágrimas interiores... por reconhecerem em mim, a hipótese de sentir aquele sentir.

 

Obrigado!

Muito obrigado!

 

Bjs de Luz*

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007

Para sentir...

 

Passei pela mercearia da esquina, para trazer pão.

Entrei. Cumprimentei quem estava com o habitual"Bom dia" e um sorriso.

 

A mercearia tem 3 ou 4 corredores feitos com os expositores dos produtos, ainda à antiga... Lembro-me dela existir deste a minha mais tenra idade.

 

E desde que vim morar para ali perto, habituei-me a ir lá buscar as pequenas coisas que às vezes nos fazem falta... O pão era um exemplo.

 

De tal forma, que à despedida, todos já me respondem um "Até logo" caloroso, mesmo que só volte lá passado dois ou três dias... É sempre um até logo!!!

 

Mas hoje, além das donas, mais pessoas estavam presentes. Algumas crianças e a sua ama.

 

Cruzei-me com um dos miúdos num dos corredores. Vinha a correr de sorriso nos lábios, todo feliz. Iamos chocando. Começámos a rir. Fiz-lhe festas na cabeça. Ele olhou-me com ternura e seguiu na sua corrida.

 

E ao longe, do outro lado da mercearia, a conversa derenrolava-se. A ama dizia para um dos miúdos:

- Vá! Diz lá o que é que o ****** é?

E o menino, ainda mais pequeno que o outro, dizia:

- O ****** é escumalha - na sua linguagem de criança...

Todos se riam... Não sei se da forma como ele dizia escumalha, se de estar a chamar nomes ao outro.

 

E eu parei... Congelei naquele momento... Senti o coração apertado por dentro...

 

 

Para que se ensinam as crianças a dizer este tipo de coisas???

Ainda estou congelada...

 

Não fiz nada. Só me apetecia desancar nos adultos.

E cá dentro só me vem a raiva da estupidez aguda dos adultos, que ironicamente, daqui a uns anos, vão colocar estas crianças de castigo, porque chamarem nomes uns aos outros!!!!

 

Estou triste!

 

sinto-me:
publicado por MoonLight às 11:41

link do post | Que te espelhou o coração? | favorito
|
Domingo, 16 de Setembro de 2007

Parabéns!

 

Hoje fazes anos...

Faz anos que chegaste ao vivo e a cores à minha vida!

Sonhei contigo meses a fio, sem saber se te havia de querer ou não. Já eramos tantos!!!

Mas tudo se esvaiu quando te vi e quando te enlacei nos meus braços pela primeira vez.

Fui mãe sem o ser na verdade. Amo-te muito, mano do coração.

Estás crescido! Tão crescido!

A cada momento que te observo, o meu coração enternece-se e ama-te mais por aquilo que és!

A Princesa delira. Adora os nossos concertos a 3, em que tu tocas guitarra, ela dança e eu canto. É tão feliz contigo!  Adora quando chegas e a abraças e a lanças no ar a fazer o avião... E quando corres atrás dela até ela ficar cansada... "O meu tiozinho" como ela diz!

É tão bom ver-te crescer mano. Saber que quando olhos os teus olhos, eles entendem o silêncio.

Sei que estás sempre lá, onde quer que seja, sem ser preciso dizer!

És um doce. E eu tenho o privilégio de te ter na minha vida!

Parabéns! Que o dia de hoje  seja o princípio de um novo ano com tudo o que precisas. Sê feliz a cada instante!

BJs de Luz

publicado por MoonLight às 08:21

link do post | Que te espelhou o coração? | favorito
|

Portagens!

 

É estranho, para mim claro, imaginar-me a trabalhar numa portagem de auto-estrada.

Se bem que ia ver imensas pessoas diferentes a cada instante... Imensas mesmo!!!!!  O que ia ser engraçado ao mesmo tempo.

Mas ficar ali aquele tempo todo naquela cabine... Não é de facto para todos.

E pior... ter de lidar com tanta gente tão diferente!!! E não poder sequer sair dali!!!! Ia ser difícil, conhecendo-me como conheço!

Como resolvi sorrir mais para a Vida, dentro e fora de mim, resolvi começar a mudança também na auto-estrada.

Deixei de usar via verde. Assim posso sorrir para quem me atende. Digo sempre bom dia ou boa tarde, e às vezes estou tão lunática que até troco esse cumprimento (digo por exemplo bom dia ao final da tarde!). Sorrio sempre. Sorriso aberto, sincero. Agradeço e desejo um bom resto de dia, quando me dão o papelinho e o troco.

E as reações são surpreendentes:

- Quem vai ao meu lado e não sabe, faz cara de espanto. Mais ou menos isto: "para que é que ela está a ser simpática para a pessoa na portagem? nem a conhece!!!!" ou então outra cara gira é "Tá doida! Só pode!!!"

e eu rio ainda mais...lol...

- Quem me recebe na portagem nem sempre corresponde e olha duas vezes para ver se estou com cara de gozo ou se é à séria e estou mesmo a cumprimentar. Sorrio. Com simplicidade.

Posso dizer que as viagens de auto-estrada se tornaram mais interessantes. Falo sempre com pessoas diferentes. Vejo o seu olhar, a sua cara, as suas expressões... Estou a gostar.

Por isso vou continuar. E vou alargando os meus sorrisos a cada instante...

Bjs de Luz

sinto-me:
música: What goes around comes around - Justin Timberlake
publicado por MoonLight às 08:04

link do post | Que te espelhou o coração? | favorito
|
Domingo, 22 de Outubro de 2006

Menino Anjo

 

 

Sentadas a almoçar numa mesinha de esplanada, a agarrar os raios de sol que romperam o cinzento das nuvens, estavamos eu e a minha amiga J.

Conversas giras sobre as mudanças na vida e as oportunidades que surgem a cada momento...

Sobre as escolhas...

Sobre os medos...

Sobre o passado e o futuro, numa consciência de que ambas estamos a viver o presente...

Intensamente!

De repente, um Anjo em forma de menino mendigo, de olhos cor de céu, de um azul límpido e transparente, aproximou-se.

Trazia roupas gastas, um copo de plástico na mão vazio... Disse-lhe que não lhe dava dinheiro.

Não falava português... Não sei que falava.

Ficou em pé ao meu lado, de frente para a minha amiga. Sorri-lhe e perguntei-lhe o nome. Não me disse.

Ao fundo da rua, um homem adulto, ia dizendo algumas coisas nessa lingua que eu não entendia.

O Anjo em forma de menino deixou-o ir.

Voltou a aproximar-se e desta vez... foi para me dar um enorme abraço e um beijo na face.

Eu sentada na cadeira, nem queria acreditar...

A mente disparou e confesso que o que pensou não foi lindo... ainda tenho que crescer... e o instinto mandou-me verificar a localização da carteira...

Ele largou-me... Bebi mais um golo de café... Olhei para a J. e ela para mim, ainda incrédulas...

E noutro flash, este Anjo Menino agarrou-se de novo a mim para mais dois beijos e um abraço interminável.

Tive de lhe dizer para parar ao fim de alguns minutos... Mas ele queria continuar...

Uma mulher veio do fundo da rua e mandou-o embora. Lá consegui que me largasse, a muito custo.

A dona do café veio para lhe dar uma sandes de queijo, mas ele recusou. Não queria... Como se o que tivesse ali vindo fazer fosse unicamente abraçar-me!

E foi até ao fim da rua, olhando para trás e dizendo-me adeus...

Acenei-lhe e agradeci-lhe... Viu seguir o seu caminho...

Não veio para me pedir nada... Ali a pedinte era eu... E o abraço que há tanto esperava que chegasse, chegou da forma mais tocante e incrível... nunca o poderia imaginar desta forma.

 

As lágrimas rolaram... Nem sabia bem o que dizer.

Como me disse a J., eu é que precisava de receber...

Nunca pensei que fosse assim desta forma mágica.

Não o esquecerei... Está no meu coração este menino Anjo de olhos cor de céu...

E o abraço que tanto precisava, soube melhor do que eu poderia imaginar.

Obrigado Amiga J. pela serenidade e pelo olhar atento e meigo. Foi bom ter-te ali ao pé de mim. Muita força para ti!

E o teu espelho, qual é?

 

 

sinto-me: Abraçada por um Anjo

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.as minhas fotos