.Espelhos recentes

. *aqui e ali*

. *energia*

. *A Mãe e o filho*

. O mais fácil!

. Sentidos do Deserto

. Os olhos!

. Para sentir...

. Parabéns!

. Portagens!

. Menino Anjo

.Espelhos antigos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

.Ecos do Espelho

.Espelhos que por aqui passaram

visitas


.links

Domingo, 22 de Outubro de 2006

Menino Anjo

 

 

Sentadas a almoçar numa mesinha de esplanada, a agarrar os raios de sol que romperam o cinzento das nuvens, estavamos eu e a minha amiga J.

Conversas giras sobre as mudanças na vida e as oportunidades que surgem a cada momento...

Sobre as escolhas...

Sobre os medos...

Sobre o passado e o futuro, numa consciência de que ambas estamos a viver o presente...

Intensamente!

De repente, um Anjo em forma de menino mendigo, de olhos cor de céu, de um azul límpido e transparente, aproximou-se.

Trazia roupas gastas, um copo de plástico na mão vazio... Disse-lhe que não lhe dava dinheiro.

Não falava português... Não sei que falava.

Ficou em pé ao meu lado, de frente para a minha amiga. Sorri-lhe e perguntei-lhe o nome. Não me disse.

Ao fundo da rua, um homem adulto, ia dizendo algumas coisas nessa lingua que eu não entendia.

O Anjo em forma de menino deixou-o ir.

Voltou a aproximar-se e desta vez... foi para me dar um enorme abraço e um beijo na face.

Eu sentada na cadeira, nem queria acreditar...

A mente disparou e confesso que o que pensou não foi lindo... ainda tenho que crescer... e o instinto mandou-me verificar a localização da carteira...

Ele largou-me... Bebi mais um golo de café... Olhei para a J. e ela para mim, ainda incrédulas...

E noutro flash, este Anjo Menino agarrou-se de novo a mim para mais dois beijos e um abraço interminável.

Tive de lhe dizer para parar ao fim de alguns minutos... Mas ele queria continuar...

Uma mulher veio do fundo da rua e mandou-o embora. Lá consegui que me largasse, a muito custo.

A dona do café veio para lhe dar uma sandes de queijo, mas ele recusou. Não queria... Como se o que tivesse ali vindo fazer fosse unicamente abraçar-me!

E foi até ao fim da rua, olhando para trás e dizendo-me adeus...

Acenei-lhe e agradeci-lhe... Viu seguir o seu caminho...

Não veio para me pedir nada... Ali a pedinte era eu... E o abraço que há tanto esperava que chegasse, chegou da forma mais tocante e incrível... nunca o poderia imaginar desta forma.

 

As lágrimas rolaram... Nem sabia bem o que dizer.

Como me disse a J., eu é que precisava de receber...

Nunca pensei que fosse assim desta forma mágica.

Não o esquecerei... Está no meu coração este menino Anjo de olhos cor de céu...

E o abraço que tanto precisava, soube melhor do que eu poderia imaginar.

Obrigado Amiga J. pela serenidade e pelo olhar atento e meigo. Foi bom ter-te ali ao pé de mim. Muita força para ti!

E o teu espelho, qual é?

 

 

sinto-me: Abraçada por um Anjo

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.as minhas fotos